Passar para o Conteúdo Principal

Logótipo Museu Municipal Vila Franca de Xira

Centro Interpretativo do Forte da Casa

  • Paiol e canhoneiras do Forte da Casa
    Paiol e canhoneiras do Forte da Casa (obra nº 38)
  • Centro Interpretativo do Forte da Casa. Espaço expositivo
    Centro Interpretativo do Forte da Casa. Espaço expositivo
Implantado no perímetro da obra militar n.º 38, o equipamento parte da existência do monumento para dar a conhecer ao visitante alguns episódios da história conturbada das Invasões Napoleónicas a Portugal, os testemunhos e o impacto no concelho de Vila Franca de Xira, e a relação do Forte da Casa com a estratégia e a implantação regional das Linhas de Torres Vedras.
 
Elementos a visitar:
  • Canhoneiras: aberturas onde eram colocadas as bocas de fogo.
  • Paiol: local destinado à armazenagem de explosivos ou munições.
  • Parapeito: muro de protecção contra o fogo inimigo.
 

A Fortificação

A obra militar n.º 38, foi construída no arranque da segunda linha de fortificações, numa posição estratégica privilegiada: a Serra da Albueira, actualmente na área da freguesia do Forte da Casa.

Integrada numa série de sete fortes que se estendiam desde a margem do rio Tejo às alturas da serra, tinha como objectivo impedir o avanço do exército inimigo pelas duas principais estradas de acesso à capital, a estrada real de D. Maria I, que corria junto ao rio, e a estrada real de Vialonga.

Apresenta uma planta em formato de estrela, dotada de fosso, seis canhoneiras e tinha capacidade para 340 homens. Foi guarnecida com cinco peças de calibre 9, manejadas por artilheiros e ordenanças portuguesas. Em caso de ataque, tinha na retaguarda o auxílio das milícias nacionais do coronel Carlos Frederico Lecor.

Rota Histórica das Linhas de Torres

É um projeto inovador de recuperação e valorização de parte significativa de um conjunto de 152 fortificações militares, erguidas para defesa da cidade de Lisboa contra as invasões dos exércitos napoleónicos em 1810.

Apoiada numa rede inter-concelhia de Centros de Interpretação, a Rota é dinamizada por uma associação de seis municípios, reunidos na Plataforma Intermunicipal para as Linhas de Torres: Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.

 

 

  • Morada
    Largo do Forte da Casa
    2625-413 Forte da Casa
    GPS: 38° 52' 27.67" N, 09° 03' 23.73" W
  • Horário
    4.ª feira a domingo, 9h30-12h30 e 14h00-17h30.
    Encerra à 2.ª feira, feriados e de 16 a 31 de agosto.

rpm_logo UEpowered by Wiremaze